Querida sociofobia

Sociofobia: caracterizado por manifestações de alarme, tensão nervosa, medo e desconforto desencadeadas pela exposição à avaliação social.

Estar em um ambiente com vários estranhos nem sempre é confortável. Para quem é tímido isso é o fim, pois  você se sente muito deslocado e  tem vezes que uma sensação de estar sufocando também te assola.

Sabe aquele seu primeiro dia de aula? Que você ficou que nem leso caçando qual era a sala? Percorrendo corredores e corredores em busca da maldita sala de aula e se sentindo idiota por estar perdido? E quando finalmente encontra a sala, percebe que todo mundo já está sentado e você tem que passar por aquele momento constrangedor de abrir a porta e ver todos te encarando e, mortificado corre para o última cadeira vaga no fundo da sala? Pois é.

Particularmente, detesto primeiros dias. Tudo é tão incerto, tão fora de controle, tão novo… que me assusta.

E em uma profunda reflexão, conclui que sofro de sociofobia.

Odeio ir em locais públicos sozinha. Tenho esse pânico de gente estranha e aquela sensação de que todos vão ficar me olhando/reparando em mim, me deixa desconfortável. Além disso, tenho aquele complexo do “tem alguém atrás de mim”, que é quando você está andando e de repente, aparece alguém andando atrás de você. E ai, você pensa que a pessoa vai ficar olhando pra sua bunda ou que vai te assaltar.

Minha sociofobia é com situações em que tenho que lidar com um grupo de pessoas. Por exemplo, não vou em aniversário de alguém sozinha, se não conheço ninguém. Nem numa festa. Nem num encontro de alguma coisa. Mas tem situações que são inevitáveis, como: um curso, uma academia e etc.

A sociofobia é algo que além de te causar um desconforto com a possível interação com pessoas estranhas, te atinge porque você se importa com o julgamento alheio.

Mas somente a nível de esclarecimento, sou uma pessoal sociável. Não um bicho do mato. Se alguém falar comigo, eu falo e converso de boa. E sim, eu consigo andar no shopping sozinha, pelo amor de Deus.

Tenho tentado superar isso porque é horrível sentir ansiedade e pavor por causa de uma possível interação com pessoas desconhecidas. E isso é bem contraditório, levando em consideração que eu vivo falando em público e interagindo com pessoas estranhas nos eventos que organizo na Saraiva. E eu adoro. Adoro conhecer gente nova.

Mas há uma diferença: eu estou numa zona de conforto. Estou numa área que me sinto a vontade e que domino. Colocando isso em situações externas, é complemente diferente.

É queridos neuróticos… Não é fácil ter que percorrer um corredor enorme no seu trabalho e ter a sensação de que o estranho que está andando atrás de você fica olhando pra sua bunda. Ôh céus, ôh vida.

About these ads

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Lilian Takita

Vlogueira/Blogueira, parceira Style Haul Mundo

Em minhas entrelinhas

Estão escritas algumas lágrimas e muitos sonhos.

Stop Hollywood - Scenes and Quotes

Gossip Girl, Skins, drama movies, romance movies, scenes and quotes. Another scene, another speak, your movie come and go. Enjoy it.

Jedi de Saia

Apenas outro blog sobre tecnologia, games, filmes e etc.

◄ stênio de silva ►

— uma autobiografia —

gostosinhas

cozinha light e feliz

Crônicas da Vida Offline

Verdades da vida em forma de blog

Diário de repórter 2.0

Política, economia, tecnologia e internet

Big Childish Heart.

Wide mind, wide heart.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: