Somos todos loucos por aqui

Pensar que alguém é absolutamente normal é um grande engano. Não estamos no País das Maravilhas, mas como já diria o Gato Cheshire: somos todos loucos por aqui.

Por vezes somos oprimidos. Vivemos em uma sociedade opressora, que nos molda com seus padrões pré-estabelecidos, em que quem fugir desses “padrões” é motivo de infinitos julgamentos.

Não pode fazer isso, aquilo não é legal, isso então é uma grande gafe. Puff… que grande chatice!

Se formos analisar bem: o que é normal hoje em dia? Existe de fato uma definição sobre “ser normal é ser isso“? Não acredito em uma definição, até porque, “ser normal” é algo muito abrangente. Não existem — e nem deveriam existir — regras para isso.

As vezes eu gostaria de ser mais louca. Acho que os loucos são mais felizes. Um louco quebra qualquer parâmetro de normalidade sem se importar com o que os outros pensam.  E acho que precisamos mais disso. Ser mais loucos. Fazer mais loucuras. Afinal, a vida em si já é uma grande loucura.

Talvez devêssemos nos preocupar menos em ser normais, para sermos aceitos, e nos entregarmos mais aos nossos instintos insanos.

Aqui estão os loucos. Os desajustados. Os rebeldes. Os criadores de caso. Os pinos redondos nos buracos quadrados. Aqueles que vêem as coisas de forma diferente. Eles não curtem regras. E não respeitam o status quo. Você pode citá-los, discordar deles, glorificá-los ou caluniá-los. Mas a única coisa que você não pode fazer é ignorá-los. Porque eles mudam as coisas. Empurram a raça humana para a frente. E, enquanto alguns os vêem como loucos, nós os vemos como geniais. Porque as pessoas loucas o bastante para acreditar que podem mudar o mundo, são as que o mudam. — Jack Kerouac

Após essa declaração de Kerouac, acho que não preciso dizer mais nada, né?

Anúncios

2 comentários sobre “Somos todos loucos por aqui

  1. Normal is BORING!!!
    E o pior, Jú, é está confinado numa cidade em que as pessoas procuram ser o padrão, não há espaço para ser diferente sem ser julgado; ou até mesmo aqueles que se dizem “diferentes” também querem impor o seu padrão “diferente” aos demais!!
    Por isso dou tanto valor aos grandes centros urbanos em que cada um cuida da sua vida e age como quiser, apesar de que mesmo nesses lugares ainda existem grupos que teimam em julgar os outros e procuram estabelecer padrões de vestimenta, comportamento, etc…isso existe em todo lugar, apenas mais em alguns do que em outros!
    Cada um faça o que quiser da sua vida e respeite o próximo, é este último o que realmente importa…ser respeitado na sua individualidade! o/

  2. Finalmente!Você não sabe o quanto eu procurei por uma pessoa como você!Uma pessoa que pensasse como eu…
    Uma pessoa que questionasse o conceito de normalidade,o padrão estabelecido pela sociedade!
    Uma pessoa que quisesse sair do modelo perfeito de vida que impuseram!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s