Desculpa, errei também

Todo mundo comete erros. Erros irreparáveis, erros idiotas, erros que não valeram a pena.

Existem erros que não são justificáveis. E outros que são cometidos sem querer.

Mas eu acho que de todo mal, sempre existe um bem. E o lado bom de se errar, é que você tem chance de aprender e evoluir. E quem sabe ir lá e tentar novamente, de uma forma diferente?

Fazendo uma reflexão dos meus próprios erros, eu vi que estava na hora de — além de tentar repará-los — evoluir. E superar.

Leva um tempo pra perceber que talvez, nós estejamos sendo exagerados. Que apesar de algo te doer, há uma forma menos negativa e agressiva de se lidar com isso.

Demorei meses para finalmente parar de ser tão dura. E eu vi que algumas pessoas, embora que por um curto espaço de tempo, entram na nossa vida e nos marcam completamente.

O companheirismo, as risadas, a sinceridade, respeito e carinho deixaram saudades. Isso tudo era muito mais importante do que todo o sentimento errôneo que se apoderou. Era tudo mais valioso do que o que restou.

E eu sinto muito.

Gostaria de ter feito tudo diferente. De não ter cometido os erros que cometi e de não precisar sentir essa saudade de doer no peito.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s